Ei sou mamãe ♥': Julho 2011
           

11/07/2011

0

Pensamento *-*

|| || Nenhum comentário: ||
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz ao ponto de nem conseguir fechar os olhos...
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram...
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou.
Já tive tanta certeza de mim... ao ponto de querer sumir...
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir...
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam...
Já tive crises de riso quando não podia...
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse...
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar...
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo mais feliz...
Já tive medo do escuro, hoje no escuro “me acho... me agacho... fico ali”...
Já caí inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não iria mais cair...
Já chamei pessoas próximas de “amigo” e descobri que não eram; algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais pra mim...
Não me dêem formulas certas, porque eu não espero acertar sempre...
Não me façam ser o que eu não sou, não me convidem a ser igual, porque eu sinceramente sou diferente...
Não sei amar pela metade
Não sei viver de mentiras,
Não sei voar com os pés no chão...
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei eu mesma para sempre...

09/07/2011

0

Como criar um delinguente! =O

|| || Nenhum comentário: ||
Como Criar um Delinqüente: Onze Regras Fáceis

Os Pontos Negativos.
Pontos importantes que devem ser observados de perto para que seu filho e aluno tenham uma educação saudável. E por favor, não siga esta lista.
1. Comece na infância a dar ao seu filho tudo que ele quiser. Assim, quando crescer, ele acreditará que o mundo tem obrigação de lhe dar tudo o que o deseje.

2. Quando ele disser palavrões, ache graça. Isso o fará considerar-se interessante.

3. Nunca lhe dê qualquer orientação espiritual. Espere até que ele chegue aos 21 anos, e “decida por si mesmo”.

4. Apanhe tudo o que ele deixar jogado: livros, sapatos, roupas. Faça tudo para ele, para que aprenda a jogar sobre os outros toda a responsabilidade.

5. Discuta com freqüência na presença dele. Assim não ficará muito chocado quando o lar se desfizer mais tarde.

6. Dê-lhe todo o dinheiro que ele quiser. Nunca o deixa ganhar seu próprio dinheiro. Por que ele terá que passar pelas mesmas dificuldades que você passou?

7. Satisfaça todos os seus desejos de comida, bebida e conforto. Negar pode acarretar frustrações prejudiciais.

8. Tome o partido dele contra vizinhos, professores, amigos. ( Afinal todos tem má vontade para com seu filhinho.)

9. Quando ele se meter em alguma encrenca séria, dê essa desculpa: “Nunca consegui dominá-lo.”

10. Em ocasiões onde ele estiver reunido com amiguinhos ou com seus irmãos use e abuse das comparações que incitem disputa. Compare seu caráter, sua capacidade intelectual, e seus dotes estéticos; diga em alto e bom tom para que todos possam ouvir, ele inclusive, coisas do tipo: “Meu filho é mais inteligente que os outros, é mais bonito, é mais esperto, é um gênio.”

11. Se tiver algum vício, demonstre-o em sua presença todos os dias. Assim ele vai achar tudo isto natural, e com certeza, mais tarde, vai ouvir suas repreensões sobre os males que estas imperfeições podem trazer.

12. Feito tudo isso, prepare-se para uma vida de desgostos. É sem dúvida seu mais que merecido destino!
Fonte: Departamento de Polícia do Texas – EUA

Todos pais deverem ler e por em prática essas regras...Assim teríamos um mundo Melhor..
0

BARRIGA É BARRIGA... por Arnaldo Jabour

|| || Nenhum comentário: ||
BARRIGA É BARRIGA... por Arnaldo Jabour
Barriga é barriga, peito é peito e tudo mais.

Confesso que tive agradável surpresa ao ver Chico Anísio no programa do Jô, dizendo que o exercício físico é o primeiro passo para a morte.
Depois de chamar a atenção para o fato de que raramente se conhece um atleta que tenha chegado aos 80 anos e citar personalidades longevas que nunca fizeram ginástica ou exercício - entre elas o jurista e jornalista Barbosa Lima Sobrinho - mas chegou à idade centenária, o humorista arrematou com um exemplo da fauna:

A tartaruga com toda aquela lerdeza, vive 300 anos.
Você conhece algum coelho que tenha vivido 15 anos?

Gostaria de contribuir com outro exemplo, o de Dorival Caymmi.
O letrista compositor e intérprete baiano era conhecido como pai da preguiça.
Passava 4/5 do dia deitado numa rede, bebendo, fumando e mastigando.
Autêntico marcha-lenta, levava 10 segundos para percorrer um espaço de três metros.
Pois mesmo assim e sem jamais ter feito exercício físico viveu 90 anos.

Conclusão: Esteira, caminhada, aeróbica, musculação, academia? Sai dessa enquanto você ainda tem saúde...


E viva o sedentarismo ocioso!!!
Não fique chateado se você passar a vida inteira gordo.
Você terá toda a eternidade para ser só osso!!!
Então: NÃO FAÇA MAIS DIETA!!

Afinal, a baleia bebe só água, só come peixe, faz natação o dia inteiro, e é GORDA!!!

O elefante só come verduras e é GORDOOOOOOOOO!!!

VIVA A BATATA FRITA E O CHOPP!!!
Você, menina bonita, tem pneus? Lógico, todo avião tem!
E nunca se esqueçam:
'Se caminhar fosse saudável, o carteiro seria imortal.´

E lembrem-se sempre:

Celulite quer dizer :

EU SOU GOSTOSA! Em braile!

07/07/2011

0

Poupança da Felicidade

|| || Nenhum comentário: ||
Aplicar em conviver bem com as pessoas diferentes, é algo que o ser humano não possui muita habilidade!

Afinal, lidar com as críticas e observar tudo de boca fechada, às vezes é algo muito complicado para a maioria das pessoas!

Casais que convivem há anos, falam que a felicidade para ser duradoura – o casal precisa aplicar na “Poupança da Felicidade”!

Basta depositar no banco do bom relacionamento - muito amor, carinho, paciência, renúncia e compreensão!

Falam também, que na receita do “Feliz Relacionamento”, mesmo que o dia foi desgastante não devemos descontar na pessoa amada – Sempre lembrar de calar e de dizer: “Te amo", muitas vezes por dia!

Na arte do “Viver Bem e Feliz”, dizem os melhores investidores que o casal precisa administrar o relacionamento para dar o lucro da paz - e não o prejuízo das brigas e separações!

Devemos aplicar todos os valores sentimentais na bolsa da boa convivência, na felicidade duradoura... Combinando emoção, elogios e poesia - sem esquecer galanteios e cortesia!

Investir na “Poupança da Felicidade” toda a nossa compreensão, tolerância, fidelidade e respeito - para receber os lucros: do amor, do carinho, da paz familiar - da felicidade sonhada!

Quem aplica sem limite na atmosfera recíproca do bom relacionamento - distribuindo amor, carinho e compreensão. - Certamente recebera os lucros da boa convivência - com juros e correções agradáveis!

06/07/2011

1

- Pensamentoo *-*

|| || Um comentário: ||
Você percebe que está apaixonado quando deita para fazer planos para o futuro, e não consegue ver seu amanhã com a ausência desse alguém.

05/07/2011

0

Como Manter um Amor

|| || Nenhum comentário: ||
     COMO MANTER UM AMOR
Uma mãe e sua filha estavam caminhando pela praia.
Chegando em certo ponto, a menina questionou:
- Como se faz para manter um amor?

A mãe olhou para a filha e respondeu:
- Pega um pouco de areia e fecha a mão com força...

A menina assim fez, e reparou que quanto mais forte apertava a areia com a mão, com mais velocidade a areia escapava, dizendo à sua mãe:

- Mamãe, assim a areia cai!
- Eu sei, agora abra completamente a sua mão...

A menina assim fez, mas veio um vento forte e levou consigo a areia que restava em sua mão.
- Assim também não consigo mantê-la na minha mão!

A mãe, sempre a sorrir disse-lhe:
- Agora pega outra vez num pouco de areia e mantenha a mão semi-aberta como se fosse uma colher...Bastante fechada para protegê-la, e bastante aberta para lhe dar liberdade.

A menina experimentou fazer isso e logo percebeu que a areia não escapava da sua mão, sendo protegida do vento.

A mãe então lhe diz:
- É assim que se faz durar um amor...

Se você quer muito alguma coisa, deixe-a livre. Se ela voltar será sua para sempre. Se não, é porque nunca foi sua de verdade.
0

- Pensamentoo *-*

|| || Nenhum comentário: ||
Eu pαro pαrα pensαr e vejo que
o que eu αchαvα que erα perfeito, não é tão perfeito αssim ;;
Essα vidα é umα montαnhα russα.
Sobe & desce todo diα e mudαmos de opinião todo segundo .
Por mαis rodeαdα de pessoαs que estejαmos,
α unicα coisα que nos αcompαnhα são αs lembrαnçαs, αs recordαçoes.
Elαs estαrαo sempre no corαçαo !
está tudo tão bαgunçαdo, mαs mesmo que nαdα estejα como
eu quero, vou vivendo e tentαndo ser feliiz porque isso que importα '

02/07/2011

0

Era uma vez uma Princesa..

|| || Nenhum comentário: ||
Era uma vez, em uma terra muito distante... uma princesa linda, independente e cheia de auto-estima, deparou-se com um sapo enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago de seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas.
Então o sapo pulou em seu colo e disse:
- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa má me jogou um encanto e eu me tornei esse sapo asqueroso. Um beijo seu, no entanto, há de me transformar de novo em um belo príncipe e poderemos nos casar e constituir residência em seu lindo castelo. Mamãe poderia vir morar conosco e você poderia preparar meu jantar, lavar minhas roupas, criar meus filhos e seríamos felizes para sempre...
Naquela noite, enquanto saboreava umas pernas de sapo à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, ela riu e pensou consigo mesma:

- Nem morta!
0

Ser uma mãe má!

|| || Nenhum comentário: ||
Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes:

"Eu os amei o suficiente para ter perguntado: onde vão, com quem vão e a que horas regressarão".

Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio, e fazer com que eles soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.

Eu os amei o suficiente para fazê-los pagar pelas balas que tiraram da mercearia, ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: "Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".

Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé duas horas junto deles, enquanto limpavam o quarto: tarefa que eu teria feito em 15 minutos.

Eu os amei o suficiente para deixá-los ver além do amor que eu sentia por eles, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.

Eu os amei o suficiente para deixá-los assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.

Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes NÃO, quando eu sabia que poderiam me odiar por isso - e em alguns momentos até me odiaram.

Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.

Estou contente, venci... porque no final eles venceram também!

E qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, meus filhos vão lhes dizer, quando eles lhes perguntarem se a sua mãe era má: "Sim... Nossa mãe era má! Era a mãe mais má do mundo..."

As outras crianças comiam doces no café da manhã, e nós tínhamos de comer cereais, ovos e torradas.

As outras crianças bebiam refrigerantes, comiam batatas fritas e sorvete no almoço, e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas.

E ela obrigava-nos a jantar à mesa, bem diferente das outras mães, que deixavam os filhos comerem vendo televisão.

Ela insistia em saber onde nós estávamos a toda hora - tocava nosso celular de madrugada.

Era quase uma prisão; mamãe tinha que saber quem eram os nossos amigos e o que eles faziam.

Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorasse só uma hora ou até menos.

Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela violou as leis de trabalho infantil.

Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e todo o tipo de trabalhos que achávamos cruéis.

Eu acho que ela dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.

Ela insistia sempre conosco para lhe dizermos a verdade, e apenas a verdade.

E quando éramos adolescentes, ela até conseguia ler nossos pensamentos.

A nossa vida era mesmo chata.

Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que nós saíssemos.

Tinham que subir, bater à porta para ela os conhecer.

Enquanto todos podiam voltar à noite com 12, 13 anos, nós tivemos de esperar pelos 16 para chegar mais tarde, e aquela "chata" levantava para saber se a festa foi boa - só para ver como estávamos ao voltar.

Por causa de mãe, nós perdemos algumas experiências da adolescência.

Nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubos, atos de vandalismo, violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime.

Foi tudo por causa dela.

Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos fazendo o nosso melhor para sermos "Pais Maus", tal como a nossa mãe foi.

Eu acho que é um dos males do mundo de hoje: não há suficientes
"MÃES MÁS".
2010-2016 ♥ Design feito por Bruna Gabriely | © Exclusivo para Ei Sou Mamãe | Todos os direitos reservados